... Silmara se mudou para os Estados Unidos  com 24 anos e permaneceu por lá durante 15 anos. Teve  a oportunidade de ingressar na French Culinary Institute ( atual Internacional Culinary Center ) e se formou no curso de “culinary arts em 2008” em New York. A partir daí passou por alguns lugares famosos, outros nem tanto...haha! A primeira oportunidade de estágio foi dada por Eli Kulp no Casalever, restaurante especializado em comida italiana na famosa Park Avenue, logo conseguiu seu primeiro emprego pago e “part-time” como responsável pelo café da manhã no Duane Street Hotel em Tribeca e outro no mesmo período com o chef renomado Brian Bistrong do Braeburn (infelizmente fechado) para trabalhar na praça de sobremesas e saladas. Trabalhou também com o vice ganhador do concurso “Iron Chef”, Jehangir Mehta no Graffiti como sous chef. De volta ao Brasil logo entrou de gaiata no navio como auxiliar de cozinheiro...(mas isso é uma outra estória). Resolveu viajar novamente mas dessa vez para o sul da França e estagiar por 3 meses com o chef Laurent Carratie na Maison Carratie e bummmm! Era época de Páscoa por lá e foi jogada no meio da produção de chocolate! Retornando ao Brasil foi chefe de produção de chocolates, se formou em Gastronomia na Anhembi Morumbi e estagiou nos restaurantes Dalva e Dito, D.O.M. ambos de Alex Atala e Buffet Vivi Barros.

 

Como nasce a Cacau Factory?

Nasce da vontade de duas pessoas – Silmara e Vívia – de empreender, de buscar desafios, da vontade e desejo de oferecer ao público produtos com sabores simples e de qualidade feitos com atenção, carinho e artesanais.

A Cacau Factory é síntese de conhecimentos adquiridos ao longo dos anos e prazer em oferecer simplicidade e capricho no preparo de todos os produtos e uma viagem de volta a New York!